Já passava das 20h, estava cansada de ficar em casa, resolvi dar uma volta. O programa era muito simples: ir de bicicleta até o angeloni, comprar umas hortaliças orgânicas na promoção e depois pedalar até o trapiche da beira-mar e voltar. Muito simples, simples até demais.
Para chegar na Av. Beira Mar e no Angeloni, preciso passar por 6 faixas de segurança, sendo que uma não tem sinaleira, outras duas ficam na rótula da UFSC e as outras três tem sinaleira. Logo que saí de casa, já enfrentei a cara feia dos motoristas por terem que parar na faixa de segurança. Tudo bem, cara feia nunca me assustou. Cheguei na rótula. Já estava no meio da faixa, isso mesmo, não é exagero, bem no meio, quando um babaca freia em cima de mim e fica me encarando. Continuei andando e falei:
– Pow, não viu a faixa (ponto de interrogação que neste note eu não sei onde fica).
-Vai tomar no cu!
Ok, ok, quem me conhece pessoalmente sabe que eu sou esquentadinha pra caramba, e nesta hora subiu o sangue da Moura:
– Pega tu um pau e enfia no teu e vê se assim aprende a dirigir!
Continuei andando. Pois não é que o cara dá a ré desce do carro, me chamando de vagabunda
A cena que aconteceu depois, sinceramente,chega a ser surreal considerando que o cara quase me matou na faixa de segurança. Desceu querendo satisfações e, como toda pessoa burra e de capacidade humana bastante limitada, ficava berrando que eu era uma vagabunda. Ao que eu, cada vez ria mais do xingamento, e argumentava que ele estava errado pois eu estava na faixa e que ele provavelmente tinha comprado a carteira se nem isso ele sabia. Não satisfeito ainda (lembrando: pessoas burras precisam xingar e, se com isso não conseguem atingir o adversário, precisam ser mais burras ainda), o ser ignorante partiu para cima de mim tentando me bater!Quando conseguiu pegar minha bicicleta comecei a gritar (meu gritos são terrivelmente estridentes!). Quando parei de gritar, só vejo o Pelotão de Patrulhamento Tático parado ao meu lado e 3 caras armados até os dentes descendo do camburão. Confesso que até eu fiquei com medo.
-O que tu tá fazendo porra! Tu tá agredindo a menina o que tu pensa que tu tá fazendo
-Não Sr.Policial, eu não tava fazendo nada …
Se alguém um dia achou o Darlei do Grêmio um guri cagado, é porque não viu a cara deste nesta hora. Também, três caras no melhor estilo Capitão Nascimento tirando satisfações com ele!
Os policiais pergutaram se eu queria que levasse o cara. Eu estava muito assustada, até porque a única vez na vida que minha família precisou de polícia foi uma experiência bem traumática, por isso acabei dizendo que não. Os policiais me liberaram, o cara ainda ficou com eles.
Segundo os policiais e o Ronaldo, um cara desses só aprende depois que levar uma boa sova. mas acho que pelo menos um cagaço dessa vez ele levou.
Anúncios